Canção mínima

No mistério do sem-fim
equilibra-se um planeta.
E, no planeta, um jardim,
e, no jardim, um canteiro;
no canteiro, uma violeta,
e, sobre ela, o dia inteiro,
entre o planeta e o sem-fim,
a asa de uma borboleta.
(Cecília Meireles)

borb.jpg

Hoje eu só quero ser a asa da borboleta de alguém…

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
Publicado em Citações . Tags: .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *