Vem andar comigo

Gosto, sim, de histórias bonitinhas. Gosto desses contos de fadas às avessas que o destino se encarrega de incluir em nossa vida. Contos de fadas sem sapos ou príncipes, sem sapatinhos de cristal ou cavaleiros impetuosos.

Pessoas reais podem ser tão interessantes quanto qualquer personagem da ficção. Podem nos proporcionar aventuras inacreditáveis, momentos mágicos e, quem sabe, até um final feliz. E ainda têm a vantagem de estarem ao alcance da nossa vontade. Ao alcance das nossas mãos.

Quero te dar a mão. Vem comigo?

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
Publicado em Versos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *