Tic-tac

Tenho medo do tempo
Quando ele resolve passar assim devagar:

Doloridos segundos eternos
Que machucam mais que séculos de solidão…

tic.jpg

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
Publicado em Versos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *