Vivendo e aprendendo a jogar

Você quer – mas finge que não.
Você morre de medo – mas se faz de forte.
Você não sabe nada – mas banca o especialista.
Você tem as piores cartas – mas blefa.
Você não quer – mas é obrigado aceitar.
Você deseja – mas se policia.
Você odeia – mas sorri.
Você diz a verdade – mas jura que está brincando.

A vida seria bem menos complicada se não perdêssemos tanto tempo tentando ser quem não somos. Por comodidade. Porque é mais educado. Porque é adequado. Porque é mais proveitoso. Porque é socialmente elegante. Porque é politicamente correto. Porque “é mais forte quem sabe mentir”.

Cansei de jogar.

Sou assim. Quero isto, isso e aquilo.
Não quero nem muito, nem pouco – mas quero do meu jeito.

Você também quer? Só tem o pacote completo. Vai?

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
Publicado em Generalidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *