Pequeno Dicionário de Cafajestês

Que os homens nos enrolam nós já sabemos. Que os homens nos enganam nós já sabemos. Que os homens nos sacaneiam, também. Agora, queridas burraldas, vocês já repararam que, para tal fim, existem toda uma linguagem peculiar e bordões específicos?

Frases feitas e desculpas nada sinceras que, na maioria dos casos, são ditas com um sorriso matador nos lábios, enquanto por dentro eles gargalham, pensando: “Rá! Que otária!!!”.

Muitas vezes, nós até percebemos que há algo de errado com aquela frase ou expressão, mas nem sempre conseguimos captar toda a malícia e maldade cafajestídica por trás de tão doces palavras. Acabamos mesmo é acreditando na veracidade do que foi dito, assim como acreditamos no Papai Noel e no coelhinho da páscoa. Ou, quando um pouco mais espertas, apenas fingimos acreditar, já sonhando com os ovos de chocolate – aummmmmmmm… 😉

Mas agora, seus problemas A-CA-BA-RAM!!! Apresento a vocês o “Pequeno Dicionário de Cafajestês – Vol. 1 – Edição comentada e ilustrada”, que vai ajudar a tirar esse embaçado da paixonite aguda da frente de seus olhinhos, trazendo você, burralda de carteirinha ou iniciante, de volta ao mundo real. (E você nem vai precisar tomar uma pílula vermelha*! Hehehe…)

Enquanto não consigo editar este que será o maior best-seller de todos os tempos, aí vai uma pequena amostra:

Até amanhã!
Expressão usada em despedidas, sinônimo do clássico “Eu te ligo!”, significando, de maneira simplificada: “se amanhã eu não tiver nada pra fazer (ou nada melhor pra comer), eu te ligo”.

Quando vamos sair?
Questionamento ambíguo que não necessariamente possui seu sentido literal. O cafa não quer realmente marcar um encontro nem hoje, nem amanhã. Se realmente quisesse, iria perguntar “vamos sair hoje?” ou algo do gênero. Só se utiliza desse recurso com o intuito de “enrolar” a presa e manter o interesse da mesma, porque, sim, ele ainda quer comê-la – um dia –, mas logo em seguida arruma alguma desculpa pra evitar o compromisso.

Não recebi sua mensagem.
Os machos do tipo cafa utilizam-se freqüentemente dessa desculpa, pois acreditam que as fêmeas do tipo burralda sapiens, não sabem da existência da “confirmação de entrega” de e-mails e de torpedos. É recurso muito útil quando uma resposta verdadeira à citada mensagem pode acabar com a possibilidade de vir a comer novamente a “remetente” do e-mail, torpedo e/ou sinal de fumaça. Significa, em um sentido mais amplo: “Li sua mensagem, mas não pude/quis responder pois no momento tinha algo melhor para comer”.

Prometo que nunca mais vou fazer isso.
Frase utilizada em momentos críticos de desespero, quando o cafajeste está prestes a ser desmascarado e/ou descartado, mas ainda tem a intenção imediata de comer a “vítima”. Dependendo do grau de burraldice desta, apesar de ultrapassar os limites da lógica e do bom senso, pode ser utilizada várias vezes, mesmo que a suposta promessa já tenha sido quebrada anteriormente.

Não quero te magoar.
Desculpa padrão utilizada pelos cafajestes profissionais com o objetivo de amenizar qualquer ato anterior ou posterior à utilização da mesma que venha a impedir ou dificultar que ele volte a comer a burralda-vítima. Exemplo: “Eu sei que errei, mas em momento algum quis te magoar”.

Estou com saudades.
Quando usado após longo tempo de sumiços e ignoradas, a expressão pode ser traduzida vulgarmente por: “Nossa, quanto tempo que não como ninguém, você ainda quer me dar?”
E essa, de todas as possibilidades no vasto vocabulário do Cafajestês, é a que certamente mais dói quando passamos a compreender seu real significado. Principalmente quando gostamos de quem pronuncia a frase.

Pois é. Os cafas são foda. O pior é que, às vezes, literalmente. Aí, nessas horas, a gente esquece o que é certo (leia-se: a vergonha na cara) e, mesmo sabendo a língua deles, quer mais é melhor tomar a pílula azul* e começar a ouvir só as palavras doces, sem qualquer tipo de tradução simultânea que nos faça lembrar como as pessoas podem ser cruéis.

*Sim, andei vendo Matrix.

Atualizando: Gentemmm, site novinho pra vocês! Esperamos que gostem das novidades. Futuquem por aí! 😉

Jujumenta

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
Publicado em www.MuleBurra.com.

Um comentário

  1. sou um burraldo completa,naum sei o q fazer sou muito apaixonada por um menino,so que ele tem namorado e mesmo assim fiko com ele,ele diz q gosta de mim e que naum pde terminar com ela pois ja estao juntos a dois ano e diz q dois anos naum sao dois dias,nao sei o q fazer kero me livrar desta cilada mas naum consigo,pois toda vez que ‘terminamos’ ele faz o maior teatro e pede pra voltar e eu acabo voltando…SOU BURRA MESMO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *