Jujugênia

Dia comum. Acordo cedo, vou trabalhar. Depois, uma malhação básica pra manter a quadrúpede aqui em forma que não seja de barril.

E estou eu lá, naquele estica e puxa duzinfernos, entre pesos e uma meia dúzia de suarentos pingando, quando o telefone toca ali ao lado. Como a curiosidade sempre foi um dos meus defeitos assumidos, interrompo a série e vou atender.

– Demorou a atender, hein!
– Eu estou na academia, posso?
– Pô, Juju… Não fala assim comigo, estou com saudades de você, linda…

Era um certo judas-cínico, caso antigo e mal resolvido. Não por falta de tentativa ou de boa-vontade, mas por pura ausência de solução. Só que… Ele era lindo, inteligente, carinhoso e bom de, digamos, cópula. Se fosse só isso, beleza, mas o dito ainda sabia falar bem e falar exatamente o que você quer ouvir, exatamente na hora em que você quer ouvir. Como diria a nossa amiga burralda Shakira, “sua retórica era sua arma mais letal“.

Seria o homem perfeito se não fosse – adivinhem? – cafa. Se, por experiência própria, eu já sei que é furada, porque me submeter de novo aos seus papinhos pegajosos e historinhas-mirabolantes-tiradoras-de-cu-da-reta?

– Olha, Cíni, estou ocupada agora. Dá pra me ligar mais tarde, tipo assim, no ano 2037?
– Tá me dispensando assim na lata? O que eu fiz?????
– Nasceu, beibe.
– Eu?????????

End. Chamada encerrada. Dor de cabeça futura evitada. Errar uma vez é humano. Duas é burrice. Três é jujumentice!!!

Eu vou é puxar ferro com aquele carinha lindo que acabou de chegar. Pode até ser igual ou pior que o outro, mas pelo menos eu tô tentando. E toda nova tentativa tem uma chance de ser bem sucedida.

Já estava começando a me entreter com aquela paisagem na minha frente, quando, de repente, um barulho me chama atenção. Uma voz ao longe me chama.

– Juju! Acorda, minha filha! Vai perder a hora!

(Eu “intiligenti” assim – e malhando -, só podia mesmo ser sonho…)

Jujumenta

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
Publicado em www.MuleBurra.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *