Quem tem um sonho não dança

Só compreendemos a dimensão e a força exatas de um sonho quando tudo na nossa vida parece um triste caos sem solução e ele persiste, vivo, intacto, em algum cantinho da nossa existência.

Nenhum dia é totalmente cinza quando a gente ainda tem forças para um querer maior que a nossa própria razão.

* * *

Nenhum dia é tão frio quando um simples pensamento tem o poder de nos aquecer.

* * *

Ouça/baixe: Bete Balanço (Barão Vermelho).

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
Publicado em Generalidades . Tags: , .

Um comentário

  1. Es el canto a la otra cara de nuestra vida; el dormir que produce la fantasia mas bella: el sueño, el soñar; que se torna reflexivo, compensatorio y muy onírico en tu prosa. ¡Felicitaciones!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *