Uma questão de marketing

Vocês sabem que, hoje em dia, tudo é uma questão de marketing. A gente não paga um curso, faz um INVESTIMENTO de 12 parcelas de 123,99. A gente gasta um valor x em compras e “ganha” o direito de COMPRAR um brinde. Você não paga acréscimo no cartão, tem um desconto nas compras à vista. Ou seja, um bom marketeiro é capaz de te vender COCÔ dizendo que é comida processada:

Você compra o nosso fan-tás-ti-co “produto” e nem precisa ingerir: joga direto no vaso sanitário! Já que “tudo vira bosta”, por que fazer todo o processo? Sim, você vai poupar tempo, vai evitar o esforço da mastigação, não vai estragar suas unhas na cozinha e – o mais sensacional, senhoras e senhores – ainda e-ma-gre-ce! Não “perda” esta oferta especial de lançamento! Você leva não um, mas dois pacotes da mais pura merda pelo preço de apenas um! Ligue djá!!!

Como nem tudo é piada, vamos ao que interessa: eu já tive um marketeiro na minha vida.

Mark era uma cara aparentemente bacana. Bonito. Inteligente. Extremamente falante. Na faculdade, onde nos conhecemos, Mark era tão expansivo, criativo e safo, que uma vez chegou a apresentar um seminário sem sequer ter lido alguma coisa a respeito do tema. Só no improviso, o cara conseguiu enrolar o resto da turma e o professor durante uma hora e quarenta minutos. (E ainda descolou uma nota nove!) Devia ter me tocado que o cara era o rei do 171, MAS como tinha uma quedinha por ele, achava tudo lindo e maravilhoso.

Mark sempre me tratava bem, era extremamente gentil, fazia mil e um elogios e ainda soltava vez ou outra uma piadinha maliciosa. Mas ficava só nisso. Até que finalmente ele passou da fase do só falar e passou à ativa. Mal acreditei quando ele finalmente me chamou para sair.

Saímos três vezes. E foi tudo tão perfeito que sequer parecia real. Marcamos um quarto encontro. Estava tudo certo, até que recebi um telefonema dele meia hora antes do horário combinado.

– Juju, queridaaaaa!

– Oi, Mark! Já estou quase pronta, você já vai passar aqui?

– Estou te ligando pra te dar uma notícia melhor ainda!!! Se prepare, pois amanhã vou te levar a um lugar muito especial. Tenho certeza de que você vai adorar!

– Nossa, já estou até curiosa! Só podia mesmo ser você. Você não existeeee!

– Te adoro, Juzinha! Beijão! Até amanhã!

– Beijo, Mark…

Desligo o telefone. Cinco segundos depois… CLICK! Peraí! Amanhã????

– Mark, muito FOFA a sua idéia de algo especial para amanhã… Mas e quanto a HOJE???

– Bem, é… É…

O cara enrolou, enrolou… E confesso que quase virei um carretel e caí na historinha. Afinal, Mark definitivamente era bom de lábia. Não saímos e deixamos para o dia seguinte. Só que ele não contava com o fato de minha melhor amiga estar passando coincidentemente pelo barzinho onde ele estava e vê-lo com outra.

Dessa vez, eu não fui tão burralda assim e caí fora dessa roubada. Já pensou se eu namoro um marketeiro desses? E quando ele enjoasse da minha cara? Era capaz dele me dar um pé na bunda e ainda me fazer acreditar que era uma boa notícia…

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
Publicado em www.MuleBurra.com.

8 comentários

  1. Não gostei da letra do novo formato, mto mto mto pequena!!!!!! Quase impossível de ler!

    Mulé burra sim, mas burra e tendendo a cega jamais! Preservem a visão das suas leitoras! Por favor, aumentem a letra se possível!

    Bjinhos!

  2. auhauahuauhah

    Putz, eu me deixei enrolar por um ano por um marketeiro tbm…pior é q ele tinha namorada, eu a conhecia e eu achava ainda q ele estava certo…é impressionante a burrice d um ser humano.

    Ele continua fazendo as propagandinhas dele, mas para mim o produto já saiu de linha…

    Burra sim, mas tudo tem limite nessa vida!!!

    bjs adoro mto seus posts

  3. mais uma vez eu adorei!
    ja me relacionei com um marketeiro tbm
    mas eu fu ate o fim
    ele me deu um pé na bunda
    me fazendo acreditar q eu
    é q era a errada!
    kkkkkk
    esse homens nos fazem ser muito
    burras mesmo!!!
    bjinhus muxugas burras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *