10 músicas mais sexy do meu mp3 player

1. Butterfly (Jason Mraz)

.
2. Fell in love with a boy (Joss Stone)

.
3. Wicked game (Chris Isaak)

.
4. Sexual healing (Ben Harper)

.
5. Slow (Kylie Minogue)

.
6. Gotta get closer (Maxwell)

.
7. Your body is a wonderland (John Mayer)

.
8. Undress me now (Morcheeba)

.
9. Something got me started (Simply Red)

.
10. I belong to you (Lenny Kravitz)

.

(Não necessariamente nessa ordem.)

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Lucky

Jason Mraz e Colbie Caillat em uma canção (singela) que foi, tipo assim, amor à primeira escutada.

Há tempos uma música não mexia tanto comigo.

(Suspiro.)

Boy I hear you in my dreams
I feel your whisper across the sea
I keep you with me in my heart
You make it easier when life gets hard

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Você

Há pessoas que nos fazem bem. Há pessoas que nos apóiam. Há pessoas que nos ouvem. Há pessoas que nos fazem rir. Pessoas que nos confortam. Pessoas que nos respeitam. Há pessoas que nos fazem sentir queridos.

E há aquelas que nos fazem dançar sem sair do lugar…

Você me tirou pra dançar
Sem nunca sair do lugar
Sem botar os pés no chão
Sem música pra acompanhar

(Cláudio Lins, “Cupido”)

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Quem tem um sonho não dança

Só compreendemos a dimensão e a força exatas de um sonho quando tudo na nossa vida parece um triste caos sem solução e ele persiste, vivo, intacto, em algum cantinho da nossa existência.

Nenhum dia é totalmente cinza quando a gente ainda tem forças para um querer maior que a nossa própria razão.

* * *

Nenhum dia é tão frio quando um simples pensamento tem o poder de nos aquecer.

* * *

Ouça/baixe: Bete Balanço (Barão Vermelho).

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Equalize

Olha só como são as coisas… Eu não gosto da Pitty. Mas hoje estava assistindo ao Luau MTV e a vi cantando uma música cuja letra me chamou muito a atenção. Identificação imediata. Quem me conhece ou tem acompanhado o blog sabe do que estou falando. É engraçado como às vezes nos encontramos em coisas e pessoas onde menos esperamos. Lembrei agora de uma entrevista do Renato Russo, na qual ele falava sobre como uma música do Gilliard pode dizer tudo o que você sente em um momento. Não que a Pitty seja brega. Mas nunca fui fã ou mesmo gostei de suas músicas. Mas hoje ela é o meu Gilliard.

Equalize
(Pitty/Peu Souza)

Às vezes se eu me distraio
Se não me vigio um instante
Me transporto pra perto de você
Já vi que não posso ficar tão solta
Me vem logo aquele cheiro
Que passa de você pra mim
Num fluxo perfeito
E enquanto você conversa e me beija
Ao mesmo tempo eu vejo
As suas cores no seu olho, tão de perto
Eu me balanço devagar, como quando você me embala
O ritmo rola fácil, parece que foi ensaiado

E eu acho que eu gosto mesmo de você
Bem do jeito que você é

Eu vou equalizar você
Numa frequência que só a gente sabe
Eu te transformei nessa canção
Pra poder te gravar em mim

Adoro essa sua cara de sono
E o timbre da sua voz
Me dizendo coisas tão malucas
E que quase me mata de rir
Quando tento me convencer
Que eu só fiquei aqui
Porque nós dois somos iguais
Até parece que você já tinha
O meu Manual de Instruções
Porque você decifra os meus sonhos
Porque você sabe o que eu gosto
E porque, quando você me abraça, o mundo gira devagar

E o tempo é só meu e ninguém registra a cena
De repente vira um filme, todo em câmera lenta
E eu acho que eu gosto mesmo de você
Bem do jeito que você é
Eu vou equalizar você
Numa frequência que só a gente sabe
Eu te transformei nessa canção
Pra poder te gravar em mim

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Ter você

Hoje o rádio-relógio me despertou com uma música que fez sentir um frio na barriga… Ou “borboletas no estômago”, como dizem os americanos. (Sempre achei mais poética essa expressão.) O céu estava claro, mas o dia fresco nem parecia ser de verão. Senti uma vontade irresistível de pintar as unhas e de comprar um perfume novo. (Cuidado comigo! rs…) Acho que estou pronta. De novo. Acho que estou feliz. Por nada.

O sol chegou
Esse é mais um dia pra tentar
Não tenha medo de nada
Nem perca mais essa chance
De ser você, de ter você
De saber de você
Quando mais precisa
Quem vai saber de mim
Não sei, nem mesmo eu sei
Aonde vai dar, o que vai dar
Eu não sei

(“Ter você”, de Daniel Carlomagno, na voz do Simoninha)

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .