Eterno retorno

Quando o querer é mais forte que a razão
Quando o sol aquece sem queimar
Quando a perfeição já não faz sentido
Quando a noite é clara, mesmo sem luar

Quando o medo sucumbe ao desejo
Quando a dor não passa de uma remota lembrança
Quando qualquer som se faz doce melodia
Quando a saudade se esvai com o vento

– Não vá!

Nunca
Nunca mais
Fique
Para sempre, desta vez

“Quero isto ainda uma vez e inúmeras vezes?” (Nietzsche)

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .